Túnel de lavagem

Túnel de lavagem

O equipamento para a Fosfatização Orgânica Contínua por Spray foi desenvolvido levando em conta as características e exigências do processo.

O sistema de spray trabalha numa pressão mais baixa do que o convencional para evitar formação se névoa fina (aerossóis) que acarreta perda de produto. Isto é viável pois o solvente tem uma molhabilidade mais elevada da água e alta afinidade com o óleo protetivo.
Apenas um estágio é necessário pois a fosfatização, com a reticulação e fixação do óleo, ocorre após a evaporação do solvente.
Os solventes utilizados no sistema de Fosfatização Orgânica por Spray são pouco voláteis, caso contrario haveria uma grande perda, conseqüentemente é necessária uma estufa de alta temperatura e alta taxa de ventilação.
O trecho de escorrimento deve ser longo para permitir a máxima recuperação de produto possível.
Os vestíbulos de entrada e saída devem ter comprimento suficiente para evitar arraste de gotículas na exaustão das cortinas de ar e para recolherem o produto escorrido das peças no tratamento de spray.
Um sistema de bomba-filtro circula continuamente o líquido retirando os sólidos em suspensão.
As chaminés de exaustão devem ser providas de chapéu americano nas portas (redirecionamento do fluxo de vapores para cima).